Alcance a certificação de Especialista em Investimentos da ANBIMA: Com nosso ambiente de estudo exclusivo, projetado para transformar conhecimento em sucesso!

Descubra o Caminho do Sucesso: “Estude com Foco e Eficiência para Garantir sua Aprovação e Impulsionar sua Carreira”

Reproduzir vídeo

Dá uma olhada em tudo que você terá acesso

A busca pela certificação de Especialista em Investimentos da ANBIMA é um passo decisivo para qualquer profissional
que almeja se destacar no mercado financeiro. Este é um desafio que exige dedicação, disciplina e uma estratégia de estudo bem planejada.
Nossa missão é fornecer um ambiente de estudo exclusivo e eficaz, projetado para maximizar seu potencial e transformar conhecimento em sucesso.
Para quem serve o Estudo de Certificação de Especialista em Investimentos da ANBIMA?

A Certificação de Especialista em Investimentos (CEA) da ANBIMA é destinada a profissionais do mercado financeiro que buscam aprofundar seus conhecimentos em investimentos e elevar seu nível de qualificação profissional. Este estudo é ideal para:

  • Estudantes de Finanças e Economia: Aqueles que estão concluindo sua graduação ou pós-graduação e desejam obter uma certificação que complemente sua formação acadêmica e aumente suas chances de empregabilidade.
  • Recém-Formados em Áreas Relacionadas: Graduados em áreas como Administração, Contabilidade e Direito que desejam ingressar no mercado financeiro e necessitam de uma certificação para validar suas habilidades e conhecimentos.
  • Empreendedores no Setor Financeiro: Aqueles que estão iniciando seus próprios negócios no setor de consultoria financeira ou gestão de investimentos e precisam de uma certificação para ganhar credibilidade e atrair clientes.
  • Investidores Individuais Experientes: Investidores que gerenciam suas próprias carteiras e buscam aprofundar seu conhecimento em investimentos para tomar decisões mais informadas e estratégicas.
  • Gerentes de Relacionamento: Profissionais que gerenciam carteiras de clientes e necessitam de um entendimento aprofundado dos produtos de investimento para oferecer aconselhamento financeiro qualificado.
  • Consultores de Investimentos: Aqueles que fornecem orientação financeira e precisam de uma certificação que comprove sua expertise no assunto.
  • Assessores de Investimentos: Profissionais que trabalham diretamente com clientes para construir portfólios de investimentos e necessitam de uma certificação para legitimar seu conhecimento e aumentar a confiança dos clientes.
  • Planejadores Financeiros: Especialistas que ajudam clientes a planejar suas finanças de longo prazo e precisam de uma compreensão detalhada de investimentos para criar planos financeiros abrangentes e eficazes.
  • Agentes Autônomos de Investimentos: Profissionais independentes que distribuem produtos financeiros e precisam de uma certificação reconhecida para aumentar sua credibilidade e cumprir com os requisitos regulatórios.
  • Consultores de Investimentos em Corretoras: Profissionais que atuam em corretoras de valores e distribuidoras de títulos e valores mobiliários, auxiliando clientes na seleção e na gestão de seus investimentos.
  • Gerentes de Produtos de Investimento: Profissionais que desenvolvem e gerenciam produtos de investimento e necessitam de conhecimento avançado para criar produtos competitivos e atender às necessidades do mercado.
  • Desenvolvedores de Negócios: Profissionais responsáveis pela expansão de negócios em instituições financeiras, que precisam compreender profundamente os produtos de investimento para identificar novas oportunidades de mercado.

Por Que Escolher Nosso Ambiente?

Nosso ambiente de estudo é mais do que um simples espaço para aprendizado; é uma plataforma interativa e dinâmica, criada para atender às necessidades específicas de quem busca a certificação. Cada módulo, cada recurso e cada ferramenta foram cuidadosamente desenvolvidos para proporcionar a melhor experiência de aprendizado. Aqui, você encontrará:

Conteúdo Atualizado e Relevante

Materiais didáticos constantemente revisados para refletir as últimas tendências e exigências do mercado financeiro.

Metodologia Praticada

Fundamentada em “leitura”, “discussão em três ambientes privados” e “vídeos direcionados para sancionar dúvidas”.

Planejamento de Estudos

Ajuda organizar seu tempo e suas atividades de maneira eficiente, equilibrando teoria e prática.

Mentoria e Suporte

A mentoria é antes da prova e suporte, além de ser durante o aprendizado e pós prova. Ambos poderão ser por vídeo chamadas em grupos fechados.

Revisões e Feedbacks

Revisões regulares e feedback personalizado para identificar pontos fortes e áreas que precisam de melhoria.

Simulados Realistas

Testes práticos que replicam o formato e o nível de dificuldade da prova, permitindo que você se familiarize com o estilo das questões e aprimore suas habilidades.

Há ainda têm BÔNUS
o “SEGURO APROVAÇÃO” por mais 60 dias, sem custo adicional.

Seja bem-vindo(a) ao Nosso Ambiente Virtual de Aprendizado!
É com grande satisfação que lhe dou as boas-vindas ao nosso ambiente virtual de aprendizado, projetado especialmente para sua preparação na Certificação de Especialista em Investimentos da ANBIMA.
Nosso Ambiente Virtual, aqui, você encontrará:

  • Conteúdos Didáticos Atualizados;
  • Grupos privados para interação;
  • Questionário progressivo;
  • Vídeos direcionados para sancionar dúvidas;
  • Simulados Realistas, Feedback e
  • Metoria Pré prova e Suporte pós prova também.

Quem Sou Eu?
Sou João Batista, Tecnólogo em Gestão Financeira e MBA em Gestão Financeira e Controladoria. Com mais de 25 anos de experiência na gestão de recursos de terceiros, tenho me dedicado à elaboração de materiais de treinamento para gestão comercial, empresarial e auditoria interna em diversos segmentos, desenvolvi este ambiente de aprendizado para fornecer a você os melhores recursos e suporte. Minha experiência inclui:

  • Gestão de Recursos de Terceiros: Anos de experiência na administração e otimização de carteiras de investimento, garantindo o melhor retorno possível para os investidores.
  • Desenvolvimento de Materiais de Treinamento: Criação de conteúdo educacional e programas de treinamento voltados para o desenvolvimento de competências em gestão financeira.
  • Experiência em Diversos Segmentos: Atuação em várias áreas do mercado, incluindo auditoria interna, controladoria e consultoria financeira.

Nossa Missão
Nossa missão é fornecer um ambiente de estudo que não apenas capacita você a passar na certificação, mas que também o prepare para se destacar como um especialista em investimentos. Acreditamos que, com dedicação e os recursos certos, você pode transformar seu conhecimento em sucesso e alcançar novas alturas em sua carreira.

Preparação para o Sucesso
Ao ingressar em nosso ambiente de aprendizado, você está dando um passo importante rumo à excelência profissional. Aproveite ao máximo os recursos disponíveis, participe ativamente das sessões interativas e utilize os simulados para medir seu progresso. Estamos aqui para apoiá-lo em cada etapa dessa jornada.

Mais uma vez, bem-vindo! Estamos ansiosos para vê-lo alcançar seus objetivos e se tornar um Especialista em Investimentos certificado pela ANBIMA.

Atenciosamente,
João Batista
Profissional de Gestão Financeira e Controladoria
Desenvolvedor e Coordenador do Ambiente de Aprendizado.

O QUE VOCÊ VAI APRENDER

CONTEÚDO 100% ATUALIZADO. Versão 2.5

1.1.1 Atribuições dos órgãos de Regulação e Fiscalização: Conselho Monetário Nacional – CMN, Banco Central do Brasil – BACEN, Comissão de Valores Mobiliários – CVM, Superintendência de Seguros Privados – SUSEP e Superintendência Nacional de Previdência Complementar – PREVIC.
1.1.2 Instituições Financeiras: Bancos Múltiplos, Bancos Comerciais, Bancos de Investimento.
1.1.3 Outros Intermediários: Sociedades Corretoras de Títulos e Valores Mobiliários e Sociedades Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários.
1.1.4 B3 S/A – Brasil, Bolsa e Balcão.
1.1.5 Investidores Qualificados, Investidores Profissionais e Investidores Não-Residentes.
1.2 Códigos ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas
1.2.1 Atribuições da ANBIMA: Condução dos Processos de Regulação e Melhores Práticas das Instituições e dos Mercados
1.2.1.1 Código ANBIMA para Ofertas Públicas
1.2.1.2 Código ANBIMA de Regulação de Administração de Recursos de Terceiros ou Código de Administração de Recursos de Terceiros
1.2.1.3 Código de Certificação ou Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas para o Programa de Certificação Continuada.
1.2.1.4 Código ANBIMA de Regulação de Distribuição de Produtos de Investimento
1.3 Prevenção e Combate à Lavagem de Dinheiro e ao Financiamento do Terrorismo (PLD/FT)
1.3.1 Legislação e regulamentação correlata:
1.3.1.1 Quem está sujeito à lei e à regulamentação: abrangência, amplitude e responsabilidades dos profissionais e das Instituições Financeiras e Não-Financeiras
1.3.1.2 Identificação dos clientes e da manutenção de registros
1.3.1.3 Da comunicação de Operações Financeiras ao Conselho de Controle de Atividades Financeiras – COAF
1.3.1.4 Do cumprimento de sanções de indisponibilidade de ativos impostas por resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas – CSNU
1.3.1.5 Políticas e procedimentos de PLD/FT – Organismos nacionais e de cooperação internacional. Convenção de Viena, Decreto n.154/91, Convenção Internacional para Supressão do Financiamento do Terrorismo, Decreto n. 5.640/05 e o Grupo de Ação Financeira contra a Lavagem de Dinheiro e o Financiamento do Terrorismo – GAFI (Lei 9.613, cap. IX, Lei 13.260/16, Lei 13.810/19, Resolução CVM nº 50, Resolução BCB nº 44 e Circular Bacen 3.978/20)
1.3.2 Conceito de abordagem baseada em risco para PLD/FT
1.3.2.1 Avaliação Interna de Risco
1.3.2.2 Política direcionada às características e riscos relevantes da instituição
1.3.2.3 Controle de efetividade das políticas e procedimentos
1.3.3 Aplicação do princípio “Conheça seu cliente”
1.3.3.1 Função do cadastro e implicações de um cadastro desatualizado. Análise da capacidade financeira do cliente
1.3.3.2 O princípio “Conheça seu cliente” como forma de proteção da Instituição Financeira e do profissional
1.3.4 Procedimentos destinados a conhecer funcionários, parceiros e prestadores de serviços terceirizados
1.4 Normas e Padrões Éticos
1.4.1 Controles Internos
1.4.2 Dos crimes e dos ilícitos contra o mercado de capitais
1.4.2.1 Crimes contra o mercado de capitais
1.4.2.1.1 Manipulação do Mercado
1.4.2.1.2 Uso Indevido de Informação Privilegiada
A) Insider Trading primário
B) Insider Trading secundário
C) Repasse de informação privilegiada
1.4.2.1.3 Exercício Irregular de Cargo, Profissão, Atividade ou Função Regulada
1.4.2.1.4 Omissão Imprópria
1.4.2.2 Ilícitos de mercado
1.4.2.2.1 Conceito de tipologia aberta e suas implicações para os profissionais
1.4.2.2.2 Os ilícitos de mercado
1.4.3 Código de Distribuição de Produtos de Investimento da ANBIMA
1.4.3.16 Documento de Regras e Procedimentos do Código de Distribuição
1.4.3.17 Regras e Procedimentos de Comparação de Produtos de Investimento em Publicidade N°. 02 e N°. 06
1.4.3.18 Regras e Procedimentos para Transparência na Remuneração dos Distribuidores N°. 04 e 07
1.4.3.19 Regras e Procedimentos para Transferência de Produtos de Investimento N°.05
1.5 Conceitos de ASG (Ambiental, Social e Governança)
1.5.1 Aspectos Ambientais: Conhecer os aspectos ambientais e os impactos ambientais. Compreender como esses aspectos podem influenciar o desempenho das companhias.
1.5.2 Aspectos Sociais: Conhecer os aspectos sociais e os impactos sociais.
1.5.3 Aspectos de Governança Corporativa.
1.5.4 Regulação e Auto regulação ASG
Testes discursivos
Exercícios: 1; 2; 3 e 4.

2.1 Conceitos Básicos de Economia
2.1.1 Indicadores econômicos (definição): PIB – Produto Interno Bruto, Índices de Inflação (IPCA e IGP-M), taxa de câmbio (PTAX), taxa SELIC, taxa DI e TR – Taxa Referencial.
2.1.2 Política Fiscal: necessidade de financiamento do setor público, implicações sobre a dívida pública.
2.1.3 Política Cambial: cupom cambial, reservas internacionais, regimes de taxa de câmbio. Relações e conceitos.
2.1.4 Contas Externas: Balança Comercial, Transações Correntes, Conta de Capital. Conceitos.
2.2 Conceitos Básicos de Finanças
2.2.1 Valor Presente, Valor Futuro, Taxa de Desconto e Diagrama de Fluxo de Caixa
2.2.2 Regime de Capitalização Simples
2.2.2.1 Proporcionalidade de Taxas
2.2.3 Regime de Capitalização Composto
2.2.3.1 Equivalência de Taxas
2.2.4 Regime de Capitalização Contínuo
2.2.5 Desconto Bancário ou “por fora”
2.2.6 Taxa de Juros Nominal e Taxa de Juros Real: Indexador e Fórmula de Fisher
2.2.7 Séries Uniformes de Pagamentos
2.2.7.1 Séries Uniformes Antecipadas
2.2.7.2 Séries Uniformes Postecipadas
2.2.7.3 Perpetuidade
2.2.7.4 Valor Futuro (ou Montante) de uma Série Uniforme de Pagamentos
2.2.8 Sistemas de amortização: SAC (Sistema de Amortização Constante), Tabela Price ou (SAF) e SAA (Sistema de Amortização Americano)
2.2.9 Métodos de Análise de Investimentos
2.2.9.1 Taxa Mínima de Atratividade (TMA)
2.2.9.2 Custo de Oportunidade
2.2.9.3 Taxa Interna de Retorno (TIR) e Taxa Interna de Retorno Modificada(TIRM); Risco de Reinvestimento
2.2.9.4 Valor Presente Líquido (VPL)
Testes discursivos
Exercícios Progressivo: 1; 2; 3 e 4.

3.1 Instrumentos de Renda Fixa
3.1.1 Formação das Taxas de Juros no Brasil
3.1.1.1 A Influência das Taxas de Juros nas Empresas e no Governo
3.1.1.2 A Política Monetária, seus instrumentos e o Comitê de Política Monetária (COPOM)
3.1.1.3 Investimentos e Cenários: relação entre os cenários econômicos e as taxas de juros
3.1.2 Caderneta de Poupança: principais características em termos de liquidez, rentabilidade, garantias, riscos e tributação
3.1.3 Principais características de Títulos Públicos e Privados
3.1.3.1 Precificação de Títulos Públicos e Privados
3.1.3.2 Preço de Mercado: Ágio e Deságio
3.1.3.3 Retorno do investimento
3.1.4 Indicadores de Renda Fixa
3.1.4.1 Índice de Mercado ANBIMA – (IMA-B, IRF-M e IMA-S)
3.1.4.2 IDkA – Índice de Duração Constante ANBIMA (segmento Prefixado e segmento IPCA)
3.1.5 Estrutura Temporal das Taxas de Juros
3.1.5.1 Projeção da curva de Juros Prefixada
3.1.5.2 Projeção da curva de Cupom Cambial (dólar/euro)
3.1.5.3 Projeção da curva de Cupom de IGP-M e IPCA
3.1.6 Estrutura de Negociação do Mercado de Títulos Públicos e Privados; Leilões e Mercado de Balcão; Negociação no Mercado Primário e Secundário
3.1.7 Tesouro Direto.
3.1.8 Principais Títulos Públicos negociados no Mercado Interno
3.1.8.1 Letras do Tesouro Nacional (LTN)
3.1.8.2 Letras Financeiras do Tesouro (LFT)
3.1.8.3 Notas do Tesouro Nacional (NTN-B; NTN-B Principal e NTN-F)
3.1.8.4 Tesouro Renda+ (título do Tesouro Direto)
3.1.8.5 Tesouro Educa+ (título do Tesouro Direto)
3.1.9 Principais Títulos Privados negociados no Sistema Financeiro Nacional
3.1.9.1 Certificado de Depósito Bancário (CDB)
3.1.9.2 Recibo de Depósito Bancário (RDB)
3.1.9.3 Depósito Interfinanceiro (DI)
3.1.9.4 Depósito à Prazo com Garantia Especial (DPGE)
3.1.9.5 Notas Promissórias (NP)
3.1.9.6 Debêntures e Debêntures Incentivadas (Lei 12.431/2011)
3.1.9.7 Securitização de Recebíveis
3.1.9.8 Títulos do segmento imobiliário.: Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI), Letras de Crédito Imobiliárias (LCI), Cédula de Crédito Imobiliário (CCI) e Letra Imobiliária Garantida (LIG).
3.1.9.9 Títulos do segmento agrícola: Letras de Crédito do Agronegócio (LCA), Certificado de Direitos Creditórios do Agronegócio – CDCA, Certificado de Recebíveis do Agronegócio – CRA e Cédula de Produtor Rural – CPR.
3.1.9.10 Títulos do segmento ASG
3.1.9.10.1 Títulos verdes (Green Bonds)
3.1.9.10.2 Títulos Sociais (Social Bonds)
3.1.9.10.3 Sustainability Linked bonds
3.1.9.10.4 Títulos ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável)
3.1.9.10.5 Títulos de Transição (Climática)
3.1.9.11 Letra Financeira (LF)
3.1.9.12 Letras de Câmbio (LC)
3.1.10 Operações compromissadas: Lastros; Riscos para o investidor em relação aos demais títulos de emissão de instituições financeiras
3.1.11 Renda Fixa Internacional
3.1.11.1 Taxas de Câmbio: Relações de Paridade entre as Moedas
3.1.11.2 Transferência Internacional de Recursos
3.1.11.3 Principais títulos emitidos pelo Tesouro Norte-Americano: Treasury Bills, Treasury Notes, Treasury Bonds e TIPS – Treasury Inflation-Protected Securities.
3.1.11.4 Títulos Brasileiros no Mercado Internacional: Global Bonds e Eurobonds
3.1.11.5 Outros títulos: Certificates of Deposit (CD) e Commercial Papers (CP)
3.1.11.6 Repos (Repurchase Agreements) “Acordos de recompra”
3.1.12 Os Riscos em aplicações de Renda Fixa
3.1.12.1 Risco de Crédito
3.1.12.1.1 Definição de solvência e inadimplência
3.1.12.1.2 Mensuração do risco de crédito
3.1.12.1.3 Spread de crédito e probabilidade de inadimplência (Impactos sobre a formação de preços)
3.1.12.1.4 Capacidade de pagamento (alavancagem, endividamento, estrutura de capital, geração de caixa).
3.1.12.2 Ratings e sua influência sobre preços dos ativos.
3.1.12.3 Risco Operacional.
3.1.12.4 Risco de Mercado
3.1.12.5 Risco de Liquidez
3.1.12.6 Risco País
3.1.12.7 Risco Cambial
3.1.13 Análise de Títulos de Renda Fixa
3.1.13.1 Yield to Maturity, Current Yield e Coupon Rate
3.1.13.2 Relação entre prazos dos títulos, taxas de juros, risco de crédito e formação de preços.
3.1.13.3 Duration de Macaulay e Duration Modificada
3.1.14 FGC – Fundo Garantidor de Crédito: produtos e serviços que possuem garantia do FGC, limites de cobertura e operacionalização.
3.1.15 FGCoop – Fundo Garantidor do Cooperativismo: produtos e serviços que possuem garantia do FGCoop, limites de cobertura e operacionalização.
3.2 Renda Variável
3.2.1 Ações: Tipos, Classes e Espécies. Certificado de Depósito de Ações (UNITS).
3.2.2 BDRs – Brazilian Depositary Receipts
3.2.2.1 Patrocinados e não patrocinados
3.2.3 Riscos no Mercado Acionário
3.2.3.1 Risco de Mercado (Volatilidade)
3.2.3.2 Risco de Liquidez
3.2.4 Mercado de Ações
3.2.4.1 Direitos dos Acionistas
3.2.4.1.1 Acionistas Minoritários
3.2.4.1.2 Tag Along
3.2.4.1.3 Direitos de Subscrição, Bonificação, Desdobramento de Ações e Grupamentos de Ações
3.2.4.2 Ganho de Capital na valorização das ações. Rendimento dos Acionistas: Dividendos e Juros sobre Capital Próprio
3.2.4.3 Mercado Primário e Mercado Secundário: Principais conceitos e funções econômicas; características e formas de negociação
3.2.5 Abertura de Capital (Initial Public Offering – IPO) e Oferta Pública de Valores Mobiliários
3.2.5.1 Principais Instituições: funções e principais características
3.2.5.1.1 Banco Coordenador
3.2.5.1.2 Agência de Rating
3.2.5.1.3 Agente Fiduciário
3.2.5.1.4 Banco Escriturador e Mandatário
3.2.5.1.5 Banco Liquidante
3.2.5.1.6 Depositário
3.2.5.1.7 Custodiante
3.2.5.1.8 Função do formador de mercado (Market maker) e mecanismo de estabilização de preços
3.2.5.2 Subscrição Pública de Ações: O papel dos principais agentes no Processo de Underwritting; Estrutura de uma operação de IPO.
3.2.5.3 Tipos de Subscrição: Firme, Residual (Stand-by) e Melhores Esforços (Best Effort)
3.2.5.4 Formação de Preço na Emissão das Ações: Bookbuilding; Preço Fixo ou Leilão em Bolsa
3.2.6 Código de Ofertas Públicas
3.2.7 Negociação no Mercado Secundário de Ações
3.2.7.1 Bolsas de Valores e Mercado de Balcão
3.2.7.2 Tipos de Ordens de Negociações
3.2.7.3 Operações a Vista, a Termo e Opções
3.2.8 Índices de Bolsa de Valores: Índice Bovespa (IBOVESPA), Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE); Índice Brasil (IBrX); Índice de Ações com Governança Corporativa Diferenciada (IGC); Índice MidLarge Cap – MLCX; Índice Small Cap – SMLL e Índice de Energia Elétrica – IEE.
3.2.8.1 Metodologias de composição dos índices; uso dos índices em função dos objetivos de investimento dos investidores
3.2.9 Governança Corporativa
3.2.9.1 Conceitos Gerais
3.2.9.2 Nível 1, Nível 2 e Novo Mercado da B3: Critérios de Adesão
3.2.10 Avaliação de Investimentos em Ações
3.2.10.1 Conceitos Gerais: Valor Nominal, Valor Patrimonial, Valor de Mercado e Valor de Liquidação
3.2.10.2 Lucro por Ação – LPA
3.2.10.3 Índice Preço/Lucro – P/L
3.2.10.4 Custo Médio Ponderado de Capital
3.2.10.5 Medidas de fluxo de caixa, incluindo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (LAJIDA ou EBITDA).
3.2.10.6 Distinções entre Análise Técnica e Análise Fundamentalista
3.2.11 Investimentos em Ações no Exterior
3.2.11.1 Ações de Empresas Estrangeiras negociadas nos Estados Unidos e em outros mercados: American Depositary Receipts (ADR) – Níveis 1, 2, 3 e 144-A; Global Depositary Receipts (GDR): principais características dos produtos e as diferenças entre os recibos e mercados
3.2.11.2 Índices de bolsa de valores no exterior: S&P 500, Dow Jones, NASDAQ, MSCI World, MSCI Emerging Markets e Euro Stock, DJSI – Dow Jones Sustainability Indices, FTSE4Good, S&P ESG Indices
3.2.12 Clubes de Investimento em Ações: Regulamentação, limites de concentração e características operacionais; vantagens e desvantagens para os investidores frente a outras opções de investimento no mercado acionário; restrições.
3.3 Derivativos
3.3.1 Conceitos Gerais de Derivativos
3.3.2 Formas de utilização dos Contratos Derivativos: Principais estratégias, os riscos e suas utilizações.
3.3.2.1 Especulação
3.3.2.2 Arbitragem
3.3.2.3 Hedge
3.3.3 Mercados Futuros
3.3.3.1 Conceitos Gerais: Definições e características operacionais
3.3.3.2 Participantes dos Mercados Futuros
3.3.3.3 Contratos Futuros Negociados em Bolsas: Ações, Índices, Taxas de Juros, Taxa de Câmbio e Commodities: Conceito, finalidade, formas de negociação e os riscos envolvidos.
3.3.3.3.1 Preços, Margens e Ajustes: conceitos e impactos na utilização de mercados futuros em função da variação nas condições do mercado.
3.3.3.4 Contratos Futuros de Balcão de negociação de moeda sem entrega física (NDF – Non Deliverable Forward)
3.3.3.4.1 Formação de Preço e Registro em Clearing – B3 – vantagens do NDF em relação ao contrato futuro de Câmbio
3.3.3.5 Principais Estratégias com Contratos Futuros: os riscos e suas utilizações
3.3.3.5.1 Estratégias de Hedge.
3.3.3.5.2 Estratégias de Especulação.
3.3.3.5.3 Estratégias de Arbitragem.
3.3.4 Mercado de Opções
3.3.4.1 Conceitos Gerais sobre Opções: Opções Europeias e Americanas.
3.3.4.2 Participantes do Mercado de Opções
3.3.4.3 Opções de Compra (Call) e Opções de Venda (Put); Titular e Lançador.
3.3.4.4 Valor e Prêmio das Opções
3.3.4.4.1 Fatores que influenciam o prêmio de uma opção.
3.3.4.4.2 Modelo Binomial.
3.3.4.4.3 Modelo de Black & Scholes.
3.3.4.5 Principais Estratégias com Opções. Análise de diagramas e gráficos. Os riscos das estratégias utilizando opções e suas aplicações mais comuns.
3.3.4.5.1 Operação de Financiamento
3.3.4.5.2 Box de 2 pontas e 4 pontas
3.3.4.5.3 Straddle e Strangle
3.3.4.5.4 Caps, Floor e Collars
3.3.4.5.5 Opções exóticas (com barreiras)
3.3.5 Mercado a Termo de Ações
3.3.5.1 Conceitos Gerais: Definições; principais características dos contratos e forma de negociação
3.3.5.2 Principais Estratégias com Mercado a Termo de Ações: os riscos e formas de utilização do mercado a termo de ações
3.3.6 Swaps
3.3.6.1 Swaps de Taxa de Juros, Moedas e Índices de Preço: definições; principais características dos contratos e forma de negociação
3.4 Certificado de Operações Estruturadas – COE
3.4.1 Definição e finalidade
3.4.2 Modalidades: valor nominal protegido e valor nominal em risco. Conceito
3.4.3 Distribuição via oferta pública: Resolução CVM Nº 8 Cap II; CAPÍTULO III – PRESTAÇÃO DE INFORMAÇÕES, Seção I – Documento de Informações Essenciais – DIE e Seção II – Material Publicitário; Anexo: Documento de Informações Essenciais do Certificado de Operações Estruturadas – DIE-COE.
3.5 Tributação para Pessoas Físicas Residentes no Brasil
3.5.1 Aspectos Gerais
3.5.1.1 Fato Gerador
3.5.1.2 Base de Cálculo e Alíquotas
3.5.1.3 Agentes Responsáveis pelos recolhimentos
3.5.1.4 Prazos Legais
3.5.1.5 Compensação de Perdas
3.5.1.6 Isenções e Limites de Isenção
3.5.2 Imposto de Renda sobre aplicações financeiras de renda fixa, exceto em fundos de investimento
3.5.2.1 Imposto sobre Operações Financeiras nas aplicações de renda fixa; Impacto no rendimento do investidor; isenções.
3.5.3 Imposto de Renda sobre operações realizadas em Bolsas de Valores, em Bolsas de Mercadorias e Futuros e assemelhadas
3.5.3.1 Imposto de Renda das operações de renda variável no mercado à vista de Bolsa de Valores, day trade e swap.
3.5.3.2 Tributação das operações com Contratos a Termo de Moedas
3.5.4 Imposto de Renda sobre as operações realizadas no exterior em títulos de renda fixa e renda variável
3.5.4.1 Rendimentos e Ganho de Capital
3.5.4.2 Origem dos recursos
3.5.5 Tributação nos Clubes de Investimento
3.6 Negociação, Liquidação e Custódia
3.6.1 Sistema especial de liquidação e de custódia – SELIC: conceito, funções, benefícios para o investidor e principais títulos custodiados no Selic: LFT, LTN, NTN-B, NTN-B Principal e NTN-F.
3.6.2 Câmara de liquidação, compensação e custódia da B3 S/A (Clearing B3): Conceito, funções, principais títulos e operações custodiadas, garantias e benefícios para o investidor.
3.6.3 Sistema de Pagamento Brasileiro – SPB. Conceito e finalidade.
Testes discursivos
Exercícios Progressivo: 1; 2; 3 e 4.

4.1.1.1. Características, Constituição e Comunicação
4.1.1.1.1. Definição de Fundos de Investimento
4.1.1.1.2. Conceito de Condomínio, Constituição e registro na CVM
4.1.1.1.3. Estrutura dos Fundos de Investimento: divisão em classes e subclasses
4.1.1.1.4. Segregação patrimonial
4.1.1.2. Cotas
4.1.1.2.1. Classes abertas e fechadas
4.1.1.2.2. Emissão
4.1.1.2.3. Subscrição e Integralização
4.1.1.2.4. Resgate e Amortização
4.1.1.2.5. Negociação com uso indevido de Informação Privilegiada
4.1.1.2.6. Distribuição
4.1.1.2.7. Investimento por conta e ordem
4.1.1.2.8. Participação política do Investidor por Conta e Ordem
4.1.1.3. Divulgação de Informações
4.1.1.3.1. Envio de comunicações aos cotistas
4.1.1.3.2. Divulgação de Informações e Resultados
4.1.1.3.2.1 Divulgação de cota e rentabilidade
4.1.1.3.2.2 Balancetes e demonstrações contábeis
4.1.1.3.2.3 Informações Eventuais: atos ou fatos relevantes.
4.1.1.3.3 Fundos Socioambientais
4.1.1.4. Assembleia de Cotistas
4.1.1.4.1. Assembleias Gerais de cotistas
4.1.1.4.2. Assembleias Especiais de cotistas
4.1.1.5. Prestação de Serviços
4.1.1.5.1. Serviços Essenciais
4.1.1.5.1.1. Funções do Administrador
4.1.1.5.1.2. Funções do Gestor
4.1.1.5.1.3. Negociação de ativos em Mercados Organizados.
4.1.1.5.1.4. Composição e Concentração da Carteira
4.1.1.5.1.5. Gestão de Liquidez
4.1.1.5.1.6. Direito de Voto
4.1.1.5.1.7. Contratação de Agência de Classificação de Risco de Crédito
4.1.1.5.1.8. Constituição de Conselhos Consultivos e Comitês
4.1.1.5.2. Remuneração
4.1.1.5.2.1. Taxa de Administração
4.1.1.5.2.2. Taxa de Ingresso
4.1.1.5.2.3. Taxa de saída
4.1.1.5.2.4. Taxa máxima de distribuição
4.1.1.5.2.5. Acordos de Remuneração
4.1.1.5.3. Vedações
4.1.1.5.4. Obrigações
4.1.1.5.5. Normas de Conduta
4.1.1.6. Carteira
4.1.1.7. Classes Restritas e Previdenciárias
4.1.1.8. Encargos
4.1.1.9. Patrimônio Líquido Negativo com limitação de Responsabilidade
4.1.1.9.1. Responsabilidade limitada de cotistas
4.1.1.9.2. Responsabilidade ilimitada de cotistas
4.1.1.9.3. Patrimônio Líquido negativo
4.1.1.9.3.1. Insolvência da classe de cotas
4.1.2. Fundos de Investimento Financeiro (FIF) – Anexo I
4.1.2.1. Prestação de Serviços
4.1.2.1.1. Obrigações do Administrador, Gestor e Custodiante
4.1.2.1.2. Disposições Gerais
4.1.2.1.3. Vedações
4.1.2.2. Distribuição e Subscrição
4.1.2.3. Carteira
4.1.2.3.1. Ativos Financeiros no Brasil
4.1.1.2.4. Ativos Financeiros no Exterior
4.1.2.3.3. Limites por Emissor
4.1.2.3.4. Limites por Modalidade de Ativo Financeiro
4.1.2.3.5. Deveres Quanto aos Limites Concentração
4.1.2.4. Tipificação
4.1.2.4.1. Fundos de Renda Fixa
4.1.2.4.2. Fundo de Ações
4.1.2.4.3. Fundos Cambiais
4.1.2.4.4. Fundos Multimercados
4.1.2.4.5. Fundos Incentivados em Infraestrutura
4.1.2.4.6. Fundos destinados à Garantia de Locação Imobiliária
4.1.2.4.7. Concentração em Crédito Privado
4.1.2.5. Investimento em Cotas de Outros Fundos de Investimento Financeiro
4.1.2.6. Exposição a Risco de Capital
4.1.2.7. Classes Restritas
4.1.2.8. Encargos
4.1.3 Outros tipos de Fundos
4.1.3.1 Fundo de Investimento Imobiliário (FII)
4.1.3.2 Fundo de Investimento em Participações (FIP)
4.1.3.3 Fundo de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC)
4.1.3.4 Fundo de Investimento em Índice de Mercado (Fundos de Índice); ETFs – Exchange Traded Funds e ETFs ASG.
4.2 Carteira Administrada
4.2.1 Conceitos Gerais; Gestão Discricionária e não Discricionária; Custódia.
4.2.2 Principais Características e comparação com Fundos de Investimento e Fundos Exclusivos.
4.3 Tributação em Fundos de Investimento e Carteira Administrada
4.3.1 Aspectos Gerais
4.3.1.1 Fato Gerador
4.3.1.2 Base de Cálculo e Alíquotas
4.3.1.3 Agentes Responsáveis pelos Recolhimentos
4.3.2 Imposto de Renda nos Fundos de Renda Fixa de Curto Prazo e de Longo Prazo; Fundos de Renda Variável
4.3.2.1 Composição das carteiras segundo regras da Receita Federal
4.3.2.2 “Come Cotas” – Alíquotas, características, datas de incidência e responsabilidade de recolhimento. Impacto para o investidor.
4.3.2.3 Compensação de perdas no pagamento do IR
4.3.2.4. IOF nos Fundos de Renda Fixa; IOF nos Fundos com Data de Aniversário
4.3.2.4.1. IOF e Imposto de Renda para Pessoas Físicas e Pessoas Jurídicas: fato gerador, alíquotas, bases de cálculo e responsabilidade de recolhimento
4.3.2.5. Compensação de Perdas
4.3.3 Imposto de Renda nas Carteiras Administradas
4.4 Código de Administração de Recursos de Terceiros
4.5 Regras e Procedimentos de Administração e Gestão de Recursos de Terceiros
4.5.2 Apreçamento
4.5.3 Risco de Liquidez
4.5.4 Regras e Procedimentos para FIF (Anexo IV)
4.5.5 Regras e Procedimentos para FIDC (Anexo V)
4.5.6 Regras e Procedimentos para FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII (Anexo VI)
4.5.7 Regras e procedimentos para FUNDOS DE ÍNDICE– ETF (Anexo VII)
4.5.8 Regras e Procedimentos para FIP (Anexo VIII)
Testes discursivos
Exercícios Progressivo: 1; 2; 3 e 4.

5.1 Previdência Social x Previdência Privada.
5.2 Agentes Reguladores e legislação aplicável ao mercado previdenciário
5.3 Produtos disponíveis de Previdência Complementar Aberta e suas características
5.3.1 Plano Gerador de Benefícios Livre (PGBL)
5.3.2 Vida Gerador de Benefícios Livre (VGBL)
5.4 Características técnicas que influenciam o produto
5.4.1 Taxa de administração
5.4.2 Taxa de carregamento
5.4.3 Portabilidade
5.4.4 Transferência entre diferentes perfis de planos
5.4.5 Resgates
5.4.6 Fase de contribuição
5.4.7 Fase de benefícios
5.4.7.1 Renda mensal vitalícia
5.4.7.2 Renda mensal vitalícia reversível ao cônjuge com continuidade aos menores
5.4.7.3 Renda vitalícia com reversão a beneficiário indicado
5.4.7.4 Renda vitalícia com prazo mínimo garantido
5.4.7.5 Renda mensal temporária
5.4.7.6 Renda mensal por prazo certo
5.4.7.7 Pagamento único
5.4.8 Possibilidade de pagamento de juros e/ou excedente financeiro
5.4.9 Tábua Atuarial ou Biométrica
5.5 O processo de venda dos produtos de Previdência Complementar
5.6 Escolha do Tipo de Fundo de Investimento Durante a Fase de Acumulação
5.6.1. Fundo Exclusivo – FIE
5.6.2. Classificação ANBIMA – Regras e procedimentos
5.6.2.1 Renda Fixa
5.6.2.2 Balanceados
5.6.2.3 Multimercados
5.6.2.4 Ações
5.7 Qualidade da venda – apresentação dos aspectos técnicos e de riscos dos produtos
5.8 Tributação em Planos de Previdência Complementar
5.8.1 Escolha do regime de tributação mais adequado ao cliente
5.8.1.1 Natureza dos rendimentos do cliente na Declaração Anual de Ajuste do Imposto de Renda da Pessoa Física – DIR-PF (renda tributável; isenta; tributação definitiva)
5.8.1.2 Os modelos de DIR-PF: declaração completa ou simplificada
5.8.1.3 Horizonte de tempo para resgate ou conversão em renda
5.8.2 Regime Tributável ou Compensável: conceito; base de cálculo; alíquotas progressivas definidas em função da renda tributável total do contribuinte; antecipação de 15% na fonte para posterior ajuste na DIR-PF.
5.8.3 Regime Definitivo ou Exclusivo: conceito; base de cálculo; alíquotas regressivas definidas em função do prazo de permanência no plano.
5.8.4 Tributação após conversão em renda
5.9 Planejamento Tributário utilizando Planos de Previdência Complementar Aberta
5.9.1 Estratégias de Investimento em função dos objetivos do investidor; limites de aplicação em função do tipo de plano e perfil do Investidor.
Testes discursivos
Exercícios Progressivo: 1; 2; 3 e 4.

6.1 Estatística aplicada
6.1.1 Medidas de posição central: média, mediana e moda.
6.1.2 Medidas de dispersão: variância e desvio padrão (volatilidade).
6.1.3 Medidas de associação entre duas variáveis: covariância, coeficiente de correlação e coeficiente de determinação (R²).
6.1.4 Distribuição Normal
6.1.5 Intervalo de confiança em uma distribuição normal
6.2 Risco, Retorno e Mercado
6.2.1 Mercado Eficiente
6.2.2 Risco e Retorno Esperados
6.3 Seleção de Carteiras e Modelo de Markowitz
6.3.1 Retorno Esperado de uma Carteira; Retorno esperado de uma carteira de até três ativos
6.3.2 Diversificação do Risco de uma Carteira e o Modelo de Markowitz
6.3.3 Ativos com Correlação nula
6.3.4 Risco Diversificável e Risco Sistemático (não diversificável)
6.3.5 Taxa Livre de Risco e Prêmio pelo Risco de Mercado
6.3.6 A Fronteira Eficiente
6.3.7 Escolha da Carteira ótima
6.4 Modelo de Precificação de Ativos – CAPM
6.4.1 Reta do Mercado de Capitais (Capital Market Line – CML). Carteira mais atraente
6.4.2 Reta Característica
6.4.2.1 Coeficiente alfa
6.4.2.2 Coeficiente beta: O risco sistemático
6.4.2.3 Risco não sistemático
6.4.3 Reta do Mercado de Títulos (Security Market Line – SML)
6.4.4 Arbitrage Pricing Theory – APT.
6.5 Alocação de Ativos
6.5.1 Asset Allocation: processo e critério de diversificação de produtos de investimento
6.5.2 Definição de classes de ativos e correlação entre os ativos de mesma classe
6.5.3 Critérios de alocação de ativos e rebalanceamento das carteiras
6.5.4 Alocação de ativos: horizonte de tempo e perfil do investidor.
6.6 Acordo de Basiléia – Conceito internacional e suas aplicações no Brasil
6.7 Gestão de Riscos em Fundos de Investimento e Carteiras Administradas
6.7.1 Prêmio pelo Risco
6.7.1.1 Índice de Sharpe
6.7.1.2 Índice de Treynor
6.7.2 Índice de Modigliani
6.7.3 Valor em Risco de uma Carteira – VAR (Value at Risk)
6.7.4 Stress Test
6.7.5 Stop Loss
6.7.6 Back Testing
6.7.7 Tracking Error e Erro Quadrático Médio
Testes discursivos
Exercícios Progressivo: 1; 2; 3 e 4.

7.1 Entrevista e Processo de Análise do Perfil do Investidor
7.1.1 Código de Distribuição de Produtos de Investimento
7.1.1.1 Abrangência; perfil do cliente; categorias de produtos; vedações e obrigações; controles internos; atualizações e dispensas. Obrigatoriedade do API para Pessoa Física e Pessoa Jurídica, isenções e exceções.
7.1.1.2 Adequação de produtos ofertados em função do perfil do investidor. Importância e motivação do API para o investidor. Possibilidade de venda de um produto não adequado ao perfil do investidor.
7.1.2 Fatores Determinantes para Adequação dos Produtos de Investimento as Necessidades dos Investidores
7.1.2.1 Objetivo do investidor
7.1.2.2 Horizonte de investimento e idade do investidor
7.1.2.3 Risco versus retorno. Capacidade de assumir riscos, o nível de risco suportável pelo investidor e sua tolerância ao risco. Retorno esperado e retorno requerido para atingir um objetivo
7.1.3 Entendimento dos objetivos, necessidades, restrições e prioridades do cliente. Valores e atitudes das pessoas em relação a sua faixa etária (Ciclo de Vida). Atitudes das pessoas em relação a risco/retorno.
7.2 Decisões do Investidor na perspectiva de Finanças Comportamentais
7.2.1 A decisão do investidor na perspectiva das Finanças Comportamentais
7.2.2 As principais Heurísticas (regras práticas que orientam o julgamento e avaliação dos investidores)
7.2.2.1 Heurística da disponibilidade (decisões influenciadas por ocorrências e eventos recentes na memória do investidor)
7.2.2.2 Heurística da representatividade (decisões a partir de associações com estereótipos formados e desprezo a informações relevantes para a tomada de decisão)
7.2.2.3 Ancoragem (decisões com base em conhecimentos prévios ou pré-concebidos)
7.2.3 Vieses comportamentais do investidor
7.2.3.1 Otimismo e suas influências na decisão de investimento
7.2.3.2 Excesso de Confiança
7.2.3.3 Armadilha da Confirmação
7.2.3.4 Ilusão do Controle
7.2.4 Efeitos de estruturação (framing): influência de investimento em função da forma como o problema é apresentado
7.2.5 Aversão à perda: manutenção de investimentos não lucrativos e venda de investimentos com ganho certo.
7.3 Planejamento de Investimento
7.3.1 Princípios básicos do Processo de Planejamento Financeiro Pessoal: as etapas do processo de planejamento financeiro
7.3.2 Entendimento do risco pelo investidor: decisões do investidor na perspectiva da teoria de carteiras. Expectativas racionais
7.3.3 Orçamento Pessoal: poupança e gastos correntes; receitas e despesas. Fluxo de caixa
7.3.4 Balanço Patrimonial: ativos e investimentos; passivos, dívidas e financiamentos. Patrimônio Líquido
7.3.5 Reserva de Curto Prazo (reserva de emergência): necessidade e dimensionamento. Produtos adequados a esse objetivo.
7.3.6 Apresentação e escolha de alternativas e carteiras de investimento de longo prazo. Acompanhamento das recomendações de investimento ou carteiras.
7.3.7 Apresentação e acompanhamento da performance dos investimentos e aderência ao perfil de risco do cliente.
7.3.8 Recomendação de mudança dos investimentos em função de mudanças relação de risco x retorno do mercado (rebalanceamento)
7.3.9 Alternativas financeiras adequadas ao planejamento fiscal em função da situação econômica do cliente. Necessidade de novo direcionamento de produtos em função de mudanças no horizonte de investimento, situações especiais e aspectos de planejamento fiscal.
Testes discursivos
Exercícios Progressivo: 1; 2; 3 e 4.

  • 20 Simulado com tempo de 210 minutos cada
  • Testes discursivos
  • Testes oral através Vídeo chamada

GARANTA SUA VAGA

6 MESES
POR APENAS R$ 65,00

9 MESES
POR APENAS R$ 70,00

12 MESES
POR APENAS R$ 60,00

6 MESES
Á VISTA R$ 195,00

9 MESES
Á VISTA R$ 315,00

12 MESES
Á VISTA R$ 720,00

Você conta com nossa garantia incondicional de satisfação de 29 dias:
Experimente sem risco!

Oferecemos uma dupla garantia a primeira de 14 dias quando você se inscreve na plataforma é já começa utilizar. A segunda e de mais 15 dias de garantia do Cartão de Crédito, está você pode cancelar sua compra até o 15° dia: Compre Sem Risco!
Como Usar a Garantia: Para usar a garantia, basta entrar em contato com sua operadora e solicitar o cancelamento da compra. Lembrando que você deve cancelar antes do 16° dia.

FAQ

Perguntas Frequentes

O certificado ANBIMA CEA tem como objetivo habilitar e qualificar profissionais para atuarem como especialistas de investimento com amplo conhecimento em produtos de renda fixa, renda variável e derivativos. Os certificados podem atuar dando assessoria aos profissionais CPA 10 e CPA 20. Além de recomendar produtos de investimentos para clientes  ou consultor de investimento sem vínculo com IF.

A prova do CEA é composta de 70 questões de múltipla escolha com quatro alternativas, incluindo cálculos matemáticos exigindo domínio da calculadora HP12c. A prova é realizada de forma presencial através de um computador, além de papel e caneta. Você terá 3 horas e 30 minutos. A prova do CEA deve ser agendada no site da ANBIMA. As provas do CEA são realizadas em uma das escolas parceiras, as quais estão presentes em todas as capitais do Brasil. Para aprovação precisa ter 70% de acertos, são equivalentes a 49 questões.

Para obter a certificação, o candidato deve primeiramente estudar com um ambiente preparatório que lhe for mais seguro a obter conhecimento suficiente não só para aprovação, mas também segurança no início de sua carreira e após marcar o exame no portal da internet da ANBIMA.
A certificação é realizada pela ANBIMA, a Associação Brasileira do Mercado Financeiro e de Capitais, essa instituição é responsável pela supervisão e auto regulação do mercado pregando sempre pelas melhores práticas e melhoria constante do mercado.

Sim. Para ser aprovado no exame o ideal é o estudo com um ambiente preparatório de conteúdo atualizado. A dificuldade do exame é média e o índice de aprovação oficial de acordo com a ANBIMA é de 40% dos candidatos.

O estudo para a CEA pode ser feito de diversas formas. Você pode estudar por conta própria, utilizando livros, apostilas e materiais online. A forma mais eficiente de se estudar para um exame de certificação como a CEA é através de um ambiente preparatório com conteúdo atualizado para que se tenha certeza da aderência do ambiente à prova e os materiais devidamente atualizados de acordo com as frequentes mudanças do edital e atualizações do conteúdo.
De qualquer forma, é importante que você se dedique ao estudo e que faça simulados regularmente para avaliar seu conhecimento e identificar áreas que precisam de mais atenção.
A CEA é uma certificação importante para quem deseja atuar no mercado financeiro. Com ela, você poderá demonstrar sua competência e conhecimento sobre investimentos, o que lhe abrirá portas para novas oportunidades de carreira.

Os conteúdos da prova são divididos entre sete módulos:

  • Sistema Financeiro Nacional e Participantes do Mercado
  • Princípios Básicos de Economia e Finanças
  • Instrumentos de Renda Variável, Renda Fixa e Derivativos
  • Fundos de Investimento
  • Produtos de Previdência Complementar
  • Gestão de Carteiras e de Riscos
  • Planejamento de Investimentos

Para realizar a certificação da ANBIMA CEA conforme a resolução da CVM n°19, tem alguns pré-requisitos como “ser graduado em curso superior ou equivalente, em instituição reconhecida oficialmente no país”.
Basta o pagamento da taxa de inscrição junto à ANBIMA e o agendamento da prova no local de preferência do candidato.

A CEA (Certificação de Especialista em Investimentos ANBIMA) é uma certificação que habilita profissionais do mercado financeiro a atuarem como especialistas em investimentos. Ela é reconhecida por instituições financeiras e empresas de consultoria, e oferece diversos benefícios para quem a possui, como:
Aumento de remuneração: Os profissionais com a CEA têm mais chances de receber salários mais altos, pois são considerados mais capacitados e experientes.
Melhores oportunidades de emprego: A CEA é uma vantagem competitiva no mercado de trabalho, pois demonstra que o profissional tem conhecimento e habilidades necessárias para atuar no mercado financeiro.
Maior credibilidade perante os clientes: Os clientes têm mais confiança em profissionais com a CEA, pois sabem que eles são qualificados para assessorá-los em suas decisões de investimento.
Acesso a treinamentos e ambiente: Os profissionais com a CEA têm acesso a treinamentos no ambiente exclusivo, que podem ajudá-los a melhorar seus conhecimentos e habilidades.
Promoção interna: Os profissionais com a CEA podem ter mais chances de ser promovidos em suas empresas, pois são considerados mais valiosos para o negócio.
Portanto, se você deseja uma carreira no mercado financeiro, a CEA é uma certificação que pode trazer diversos benefícios para sua vida profissional.

Os 8 motivos que diferenciam o “AVA” do JB Gestão Financeira dos demais:
1- Conteúdo de acordo com edital da ANBIMA:
100% atualizado e 98% de todo conteúdo é direto da fonte, significa que JB não faz interpretações dos tópicos cobrados pela ANBIMA. Logo, você terá uma gama de material de leitura que irá lhe ajudar a compreender o conteúdo no seu fundamento, onde os organizadores se baseiam para elaborar as questões.
2- Orientações no “Fórum” de cada módulo, argumentando o tópico:
Participação pontual em relação a discussão, significa que JB irá atuar com argumentação cirúrgica nas discussões, podendo se for o caso entrar diretamente com os vídeos.
3- Grupo fechado no Telegram e WhastApp:
O Telegram é o centro de estudos e WhastApp grupos no formato de salas de aulas, melhor dizendo o Telegram será onde todos os participantes irão interagir, já no WhastApp ocorre interação separado por tópico igual os fóruns da plataforma . O JB irá atuar com argumentação cirúrgica nas discussões, podendo se for o caso entrar diretamente com os vídeos. A participação no Telegram será mais como supervisor.
4- Vídeos direcionados a sancionar dúvida de acordo com a necessidade de didática:
Esclarecer dúvidas nos fóruns dos módulos e das salas do WhastApp, significa que todos os vídeos serão feitos de acordo com a necessidade didática para “melhorar a capacidade de compreensão a dúvidas referente a determinado tópico”.
5- Atividades pré-estabelecidas e teste aleatórios:
As atividades pré-estabelecidas terão um total de mais 4 mil perguntas, já os testes aleatórios serão baseados nos fóruns e whatsapp, significa que JB poderá apresentar testes aleatórios com as ferramentas da plataforma, com aviso prévio.
6- Seguro Aprovação:
Se você não for aprovado na certificação, terá o seu acesso prorrogado por mais 60 dias iniciando após o término do seu período escolhido na aquisição. Como pré-requisito, o aluno tem que ter assistido pelo menos 70% do total do ambiente.
7- Mentoria para quem estiver exame marcado via plataformas de vídeos chamadas:
Uma semana antes do exame será montado um grupo exclusivo, significa que os participantes que marcaram o exame para a mesma semana, o JB irá montar um grupo de estudo próprio onde ocorrerão vídeos chamadas.
8- Suporte conforme apresentado no Termos de Aceite.
Um serviço para os aprovados que precisam no início de carreira, significa que o recém aprovado poderá contar com apoio do JB para algumas situações, como entrevista para RH, esclarecer dúvidas de cálculos, etc.

Se inicia assim que o pagamento for compensado e dura o tempo que escolheu e efetuou o pagamento. Isso vale para à vista como pagamento recorrente conhecido como “Assinatura”. Aí você determina o prazo, porém você pode prolongar se achar necessário.

Pelo tempo que escolher, além do “SEGURO APROVAÇÃO”. Caso tenha atraso pode ocorrer que seu acesso seja suspenso após 30 dias de atraso no pagamento recorrente. Neste período você será notificado pela empresa responsável pela cobrança.
Ao fazer algum tipo de plano de assinatura, o acesso é pelo tempo contratado (mensal ou anual, por exemplo) e a assinatura é auto renovável.

Os conteúdos disponibilizados estão de acordo com o edital da ANBIMA, mas também são abordados alguns assuntos do qual estão paralelamente relacionados ao conteúdo solicitado.

O AVA é abreviação de “Ambiente Virtual de Aprendizagem”.
Porém aqui no JB Gestão Financeira é diferente, visto que os demais já deixam vídeos prontos para serem visualizados, mesmo se o participante não tem interesse por já dominar o conteúdo. Já aqui no JB os vídeos são produzidos de acordo com a demanda, desta forma fica mais objetivo o aprendizado através da leitura e os vídeos só complementam em caso de dúvidas na interpretação do estudo.

De acordo com estudos em pedagogia, a leitura proporciona fixação do aprendizado mais rápido, pois exercita a memória visual e interpretação do texto, visto que na hora da prova você deverá ter uma boa capacidade de leitura e interpretação das questões,  já os vídeos estimulam a memória visual e auditiva, complementando o entendimento do conteúdo estudo. Prova disto são suas memórias de seu aprendizado escolar que você lembra quando se depara com algum assunto do cotidiano. Por isso a metodologia e leitura exige que você interprete o texto buscando um conhecimento mais rápido e coeso. Além de discussão nos três ambientes de estudo que lhe proporciona melhor aprendizado junto aos demais participantes.

Os vídeos. Porque aqui no JB Gestão Financeira é diferente, visto que os demais já deixam vídeos prontos para serem visualizados, mesmo se o participante não tem interesse por já dominar o conteúdo. Já aqui no JB os vídeos são produzidos de acordo com a demanda, desta forma fica mais objetivo o aprendizado através da leitura e os vídeos só complementam em caso de dúvidas na interpretação do estudo.

Ele proporciona mais liberdade de estudo e interação com o AVA, pois tudo que é feito no aplicativo reflete no AVA. Ou seja, você não precisa estar com notebook ou no PC para acessar o AVA e estudar e interagir com os demais no ambiente. 

É a assistência pré prova que o tutor direciona ao participante como se fosse um orientador particular, porém focado em testar e avaliar o aprendizado. Somente para quem comprovar inscrição para exame do CEA.

O suporte é um benefício que está descrito na política do site, para auxiliar os aprovados na sua nova jornada de trabalho. É uma extensão do AVA para os aprovados se necessitarem de um apoio exemplo: Entrevista, troca de experiência para aperfeiçoamento dos demais.

Ao comprar o acesso ao ambiente, você receberá um e-mail com as instruções de como acessar a área do aluno.
Esse e-mail será enviado automaticamente para o e-mail que você cadastrou no momento da compra após a compensação do pagamento, aí é só começar a estudar! Caso tenha dúvida contato pelo Whatsapp
.

Utilizamos três plataformas de recebimentos que são Cel_Cash, Stripe e PagSeguro, as melhores operadoras de recebimentos do Brasil, com comunicação via API e Webhook onde seus dados estarão protegidos com total segurança.

Se for à vista você no Whatsapp NÃO precisa informar seu CPF, somente o telefone. Porém você terá que apresentar os prints das telas: do seu perfil e do pagamento efetuado para agilizar o procedimento de inclusão. Pois Whatsapp não tem API sua inclusão no AVA será manual.

Não. Enquanto o seu período de acesso estiver ativo, você pode ver e rever o material quantas vezes desejar. O acesso é ilimitado e o ambiente fica disponível 24h por dia, 7 dias por semana.

Não. Você vai acessar o material completo através da nossa área do aluno e a apostila está disponível no AVA, não precisa se preocupar com download.

Sim. Todo o nosso ambiente é 100% online.

Não. Os vídeos não ficam disponíveis para download. Assim como as apostilas e materiais complementares ficarão disponíveis online.

A plataforma tem um filtro que possibilita identificar os participantes que estiverem abaixo da expectativa já pré estabelecida na projeção pessimista. Porém se você tiver alguma dúvida ou necessidade enquanto estiver estudando, pode solicitar pode nos acionar pelo Chat que fica disponível na área do aluno, informando qual o tópico que você está com dificuldade de compreender. O atendimento é por ordem de solicitação.

Não. É bom se acostumar com ela, pois irá ouvir muito em sua vida profissional, além disto a própria plataforma não permite por questão de segurança dos seus dados.

O valor da taxa de inscrição para realização da prova junto à ANBIMA é de R$ 520,00 atualmente em 2024.

Para evitar sua insatisfação tem o período de TESTE de 14 dias e ainda pode utilizar os 15 dias que a JB Gestão Financeira está lhe proporcionando pelo cartão de crédito. Cancele antes do 16° dia, caso contrário seu cartão irá automaticamente adicionar a fatura.
Obs: no caso de à vista, o período de reembolso é de 7 dias.

Simples, JB Gestão Financeira segue o CDC que diz:
Art. 49. O consumidor pode desistir do contrato, no prazo de 7 dias a contar de sua assinatura ou do ato de recebimento do produto ou serviço, sempre que a contratação de fornecimento de produtos e serviços ocorrer fora do estabelecimento comercial, especialmente por telefone ou a domicílio.